VILA NOVA DE POIARES

O concelho de Vila Nova de Poiares foi criado em 1836 no reinado de D. Maria II e é resultado das reformas de reorganização administrativa do país levadas a cabo pelo Governo Setembrista, ideologicamente orientadas por Passos Manuel. No início o concelho teve como primeira designação: “Santo André de Poyares”.

Em 1855, no reinado de D. Pedro V, o concelho foi reduzido na sua área geográfica passando de cinco para quatro freguesias. Em 1866 e 1895 chegou mesmo a ser suprimido por pouco período de tempo mas o bastante para se ter perpetuado na memória dos Poiarenses.
Assim, aquando do seu restauro que ocorreu definitivamente na data de 13 de janeiro de 1898, esta data ficou presente como marca dessa independência da autonomia Poiarense.

Terra de muitas tradições e costumes, o artesanato é uma das artes ancestrais deste concelho, onde sobressai, para além de outros ofícios, a olaria, em especial o tão característico ‘barro preto’, com origem no lugar de Olho Marinho, mas também do Forcado, Alveite Grande e outros lugares.

O aspeto mais relevante é o facto das peças se apresentarem na cor negra que resulta do processo de cozedura (tapa-se o forno abafando-o). Há inúmeras peças produzidas, desde utilitárias a decorativas, sendo as mais características: Caçoilos, Bilhas de Água, Assadeiras e Cantarinhas do Segredo, artigos que se destacam pela sua durabilidade e resistência ao calor, bem como, pela forma de produção, a impermeabilidade à retenção de sabores nos recipientes, sem o recurso à técnica da vidragem.

João Miguel Sousa Henriques - Vila Nova de Poiares

João Miguel Sousa Henriques

Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares

Mensagem do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares

Vila Nova de Poiares é um concelho do distrito de Coimbra com fortes potencialidades turísticas. Falamos de gastronomia, com a célebre chanfana, o arroz de bucho, os negalhos, os poiaritos e outras iguarias; sem esquecer o turismo de natureza, com especial relevo para os desportos de aventura e desporto motorizado, mas também o artesanato, nas suas diferentes artes e ofícios.

O designado ‘barro preto’, com as suas especificidades, com processo de certificação já concluído, têm permitido uma crescente afirmação deste concelho que, desde tempos imemoriais tem ‘exportado’ a sua produção para todo o país e estrangeiro, numa autêntica ‘imagem de marca’, para além da participação dos nossos artesãos em diferentes certames e eventos nacionais e internacionais.

 

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares

João Miguel Sousa Henriques