BATALHA

A Batalha é uma referência na História de Portugal.

Esta vila, hoje com cerca de 16 mil habitantes, foi palco de distintos marcos históricos, desde a presença romana até à afirmação da independência, deixando um vasto património cultural.

Localizada no distrito de Leiria, a vila cresceu em torno do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, Património Mundial da UNESCO desde 1984.

O monumento resulta do cumprimento da promessa do rei D. João I, em agradecimento a Nossa Senhora pela vitória na Batalha de Aljubarrota, em 1385, que lhe assegurou o trono e garantiu a independência de Portugal. O rei doou o monumento (convento) aos frades dominicanos.

O mosteiro está na origem do desenvolvimento da vila que seria elevada a concelho, em 1500, por D. Manuel I.

A vida e a vila da Batalha e da região envolvente está assim, intrinsecamente associada à história do seu Mosteiro, tornando-se num dos locais mais visitados do país.

O espírito empreendedor e artístico da comunidade batalhense, desde as suas origens, espelha-se na cultura, na história, na indústria e na arte.

A cerâmica encontrou nesta região um terreno fértil para a sua produção, servindo as necessidades dos povos que aqui se fixaram. Os artesãos romanos deixaram utensílios domésticos (lucernas, taças, potes, ânforas) e materiais de construção (telhas, tijolos).

No Mosteiro da Batalha, os frades utilizavam utensílios de cerâmica nas refeições, tendo sido identificados no monumento, pratos com detalhes pictóricos de particular interesse.

Atualmente, na freguesia de São Mamede (concelho da Batalha) ergue-se uma das maiores fábricas de cerâmica da Península Ibérica, a Matceramica.

Esta empresa, com mais de 20 anos de atividade, emprega cerca de 2 mil trabalhadores, sendo um dos maiores exportadores de louças em Portugal.

Da história à indústria, passando pela arte, a Batalha é referência na cerâmica em Portugal, razão que levou o município a integrar a Associação Portuguesa de Cidades e Vilas e Cerâmica.

Paulo Batista Santos

Paulo Jorge Frazão Batista dos Santos

Presidente da Câmara Municipal da Batalha

Mensagem do Presidente da Câmara Municipal da Batalha

É uma honra para o Município da Batalha, Integrar a Associação Portuguesa de Cidades e Vilas De Cerâmica, integrando um conjunto de 18 municípios portugueses num projeto à escala europeia.

A missão de promover e valorizar, através da APTCVC, a indústria cerâmica local e nacional, acaba por se revelar uma responsabilidade na preservação da arte e património que nos foi legado pelos nossos antepassados.

Ciente da relevância para a comunidade, em articulação com os demais municípios, a Batalha está assim motivada e empenhada em promover a arte da cerâmica, criando pontes entre história e contemporaneidade, incentivando a produção e a dinamização cultural.

 

O Presidente da Câmara Municipal da Batalha

Paulo Jorge Frazão Batista dos Santos